Piso Fulget vs Piso Granilite - Qual a diferença?

Essa é uma dúvida frequente para as pessoas que estão pensando em reformar e escolhem o piso granilite. Quais são os tipos? Qual a diferença entre o fulget e o granilite? quais são os tipos de piso? Tire suas dúvidas a seguir! Leia também sobre Piso Granilite – Guia completo!

Qual a diferença entre piso Fulget e piso granilite?

Ambos os pisos são granilite e possuem a mesma composição. A diferença entre eles está na sua superfície.

  • O piso granilite fulget tem a superfície inteiramente áspera e porosa, devido a essa característica, é indicado para áreas externas, principalmente por sua capacidade antiderrapante;
  • O piso granilite polido tem a superfície totalmente lisa, sem porosidade e com brilho, ideal para áreas internas.

Piso Fulget vs Piso Granilite - Qual a diferença?

Onde aplicar o piso?

Já sabemos a diferença entre os pisos, agora confira a seguir qual o melhor local para aplicá-los.

  • Granilite fulget: As áreas mais indicadas para aplicação desse piso são calçadas e piscinas, contudo é também usado em quintais, garagens e jardins;
  • Granilite polido: As áreas mais indicadas para aplicação do granilite polido são: escolas, shoppings, escritórios, soleiras, rodapés. Não é indicado para áreas molhadas, pois se torna escorregadio em contato com a água.

Quais são os tipos de piso?

Atualmente existem dois tipos de granilite fulget no mercado:

  • Fulget tradicinal: Conhecido também como Fulget Cimentício;
  • Nesse tipo de piso, as juntas ficam à mostra e podem apresentar manchas, causadas pelo tempo;
  • A manutenção desse tipo de piso dispensa uso de materiais abrasivos, como cloro, podendo ser limpo apenas com água e detergente neutro.
  • Fulget natural: Conhecido também como Fulget resinado;
  • Não apresenta juntas nas placas, garantindo uma aparência uniforme e sem manchas;
  • É bem mais resistente quando comparado ao Tradicional, já que a resina é menos rígida que o cimento e também pode ser instalado com maior facilidade e rapidez, pois dispensa cuidados após sua secagem;
  • Para a limpeza, uma boa opção é utilizar as máquinas VAP.

Gostou das dicas? Lembrando que um resultado satisfatório depende de um bom projeto arquitetônico e de interiores. Contrate um profissional para te auxiliar e evitar dores de cabeça. Saiba mais e entre em contato!